No último dia 29, o ministro da educação, Abraham Weintraub, anunciou que o Governo Federal, por meio do MEC (Ministério da Educação), irá investir uma quantia de R$ 125 milhões em recursos extras para universidades federais.

Segundo o ministro, 65% dos recursos divulgados na ocasião (R$ 81,3 milhões) serão destinados para a instalação de painéis fotovoltaicos (captação de energia solar) nos campi, enquanto os outros 35% (R$ 43,7 milhões) serão investidos na conclução de obras paradas ou em andamento.

Estamos liberando recursos para investimentos em energia fotovoltaica renovável e isso vai liberar orçamento na veia para as universidades”, afirmou o ministro.

Serão distribuídos cerca de cerca de R$ 2,5 milhões destistinados a cad uma das 63 universidades federais do Brasil, onde, os recurso anunciados são oriundos de remanejamento orçamentário da Secretária da Educação (Sesu).

Porém, de acordo com o segundo secretário do Ensino Superior, Arnaldo Lima, as universidades federias serão divididas em cinco faixas definidas pela pontuação ranking do ministério que avalia a qualidade e desempenho, e que tenham o menor custo por aluno, para definir o volume do recurso que será recebido por cada campi.

A idéia é de que quanto melhor a classificação da universida maior será o volume de recursos recebidos, além de buscar beneficiar as universidades que possuem menores condições de orçãmento para realizar um investimento deste porte.

Com a implantaçã dos painéis, a estimativa do Ministério da Educação é que haja uma emomia de até 25,5 milhões por ano nas contas luz das universidades.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui