Roque de Sá/Agência Senado

Depois de perder vários seguidores nas redes socias devido sua postura duvidosa e acusações contra o governo de Jair Bolsonaro, a deputada Joice Hasselmann do PSL tem sido alvo de diversos ataques na Internet com inúmeras publicações com a hashtag “#joicetraidora” por um grupo que ficou conhecido como “Grupo do Ódio”.

Nesta quarta-feira (4), em depoimento à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito da Fake News (CPMI da Fake News), Joice teria dito que vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) e o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filhos do Presidente, comanda uma rede de assessores responsável por promover ataques virtuais nas redes sociais contra desafetos da família e adversários do governo.

“Carlos e Eduardo são os cabeças, os mentores”, afirmou a deputada.

O nome “gabinete do ódio” foi dado em referência aos assessores que ocupam uma sala no terceiro andar do palácio, próximo de onde atende o presidente Jair Bolsonaro.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui